Cursos     Minha conta     Meus cursos
Dicas Fit, Saúde

Você sabia que os metais tóxicos podem estar mais perto de nós do que imaginamos??

novembro 3, 2016

Os metais tóxicos são minerais naturais da Terra e que, até em pequenas concentrações, podem prejudicar a saúde humana.

Muitos desses metais são descartados de formas desleixadas nas águas, terras e no ar de diversas regiões do planeta, passando assim a atingir uma parcela muito maior da população.

Por exposição crônica os metais tóxicos vão se acumulando no organismo, podendo causar muitos sintomas como por exemplo:

1) Influenciar alterações comportamentais por diminuir funções cerebrais;

2) Alterar processos metabólicos;

3) Distúrbios de aprendizagem;

4) Inibição de enzimas e/ou co-fatores;

5) Aumento da produção de radicais livres;

6) Hiperatividade;

7) Dores abdominais;

8) Fadiga e muitos ouros.

 

“Mas, Isa, quais são os metais tóxicos que podem estar prejudicando meu corpo?”

Os principais metais tóxicos encontrados por especialistas em organismos humanos e suas principais fontes são:

Alumínio: utensílios de cozinha, panelas, perfumes, desodorantes, antiácidos, quentinhas, batons;

Cádmio: tabaco, frutos do mar, fumaça de de automóveis, café, incineração de lixo;

Chumbo: suplementos com cálcio, pasta de dentes, tintas contendo chumbo (de parede e de cabelo), fumo, aditivos da gasolina;

Arsênico: pesticidas, peixes e frutos do mar, cosméticos;

Mercúrio: termômetro, amálgamas dentarias, contaminação de peixes.

 

É importante lembrar que todos esses metais também podem ser encontrados na nossa água, por isso muito cuidado com a qualidade da água que você está consumindo. Existem exames que avaliam metais tóxicos e podem ser realizados a partir do sangue e urina, sendo feita uma análise da relação entre a absorção e excreção desses metais pelo seu corpo e a sua capacidade de destoxificá-los.

A alimentação é uma grande aliada no combate a esses metais, ajudando o corpo a eliminá-los, como te mostro abaixo:

  • Alho e cebola: Os seus compostos sulfurosos combinam-se com os metais e facilitam a sua eliminação.
  • Ovos: Contêm enxofre, selênio e os aminoácidos cisteína e metionina, que ajudam a purificar o fígado.
  • Espirulina: Os polissacarídeos da alga azul-verde “pegam-se” ao mercúrio, ao cádmioe a outros metais pesados. Deste modo, reduzem a quantidade absorvida e facilitam a eliminação.
  • Fibra: A fibra solúvel, como a pectina da maçã e da aveia, reduz a absorção dos metais pesados.
  • Vitamina C: Está indicada na intoxicação de alumínio, arsênico e cádmio.
  • Zinco e selênio: Protegem da intoxicação com arsênico, mercúrio, cádmio e antimônio.
  • Cálcio e magnésio: Estão indicados quando há intoxicação com cádmio e chumbo.
  • Coentros: Mobilizam o mercúrio e outros metais tóxicos presentes no cérebro e no sistema nervoso central, quando se consomem em quantidades diárias adequadas.

Curtiu essas dicas? Assine aqui para receber muitas outras!

Veja também