Dicas Fit, Saúde

Será que você consome os 4 venenos brancos?

maio 17, 2017
Saiba quais são os venenos brancos
Já conhecem os 4 venenos brancos que devemos evitar no nosso dia-a-dia? 🤔
O consumo constante desses alimentos podem nos trazer malefícios à nossa saúde como vícios, compulsão alimentar, celulite, flacidez, distúrbios digestivos, problemas de pele, entre outras complicações… Nada de bom! São eles: o açúcar, a farinha branca, os laticínios e o sal. ☝
 

VENENO 1 👉 AÇÚCAR!
Já falei aqui no blog sobre o açúcar, você pode conferir clicando aqui.  E hoje vou falar sobre os 3 outros venenos brancos para nossa saúde!
 
VENENO 2 👉 FARINHA BRANCA!
A farinha branca nada mais é que a farinha de trigo após um processo que separa a casca e o gérmen do trigo, mantendo apenas parte do tecido do grão, que em seguida é moído. Esse refinamento elimina grande parte das propriedades nutricionais, bem como 80% das fibras do alimento. O pó resultante forma a base de pães, bolos, biscoitos, massa de pizza, etc. É fonte de carboidratos simples, ou seja, de altíssimo índice glicêmico, interferindo no aumento de peso e compulsão alimentar, aumento dos níveis de triglicerídios e glicose. Além disso, leva à constipação intestinal e a outros sintomas digestivos.
 
Que tal trocar a farinha branca por raízes (batata doce, aipim, inhame), farelo de aveia, pãozinho caseiro (a base de ovos, linhaça sementes, etc). Se você não possui sensibilidade ao glúten, troque a farinha branca pela 100% integral. Sua saúde agradece! 
 
VENENO 3 👉 SAL!
O sal de cozinha tradicional (cloreto de sódio), é um dos nossos grandes inimigos do coração. O vilão da história é o sódio, que possui funções importantes no organismo como facilitar a contração muscular. Mas em excesso, provoca a liberação de alguns hormônios que causam retenção líquida, aumentando a pressão sanguínea que sobrecarrega o coração. É um perigo principalmente para quem possui hipertensão arterial. O Ministério da Saúde recomenda até 5g diárias de sal (equivalente a 1 colher de chá), ou seja, 2.000mg de sódio. Esse limite normalmente não é respeitado, porque usamos o sal no preparo dos alimentos e ainda temos determinados tipos de temperos, salgadinhos, shoyo, que contém muita concentração de sal. Portanto, há exagero no consumo.
Vocês não devem cortar o sal da vida, apenas substituir o sal refinado (cloreto de sódio) pelo sal integral! Ótimas opções são: o sal rosa do himalaia, flor de sal, sal negro e sal marinho não refinado. Esses tipos de sal, além de possuírem menor teor de sódio, possuem inúmeros benefícios: 
 Detoxificam o organismo de Bromo (que é usado no fermento do pão). 
 São usados no tratamento de exaustão adrenal. 
 Possuem propriedades que auxiliam no tratamento e prevenção de asma, rinite e alergias respiratórias.
 
VENENO 4 👉 LATICÍNIOS!
O consumo de leite, particularmente o de vaca, é o mais comum fator de alergias. Mesmo quando não há intolerância à lactose, o leite é frequentemente intolerado no trato intestinal. Isso porque a partir dos 3 anos de idade deixamos de produzir a lactase (enzima que digere a lactose), desencadeando inchaço intestinal, prisão de ventre, gases e refluxo. O leite está ainda ligado ao aumento de problemas de pele (eczema, acne), sinusite, formação de muco, enxaquecas e dores nas articulações.
O mito do leite espalhou-se pelo mundo baseado na crença de que é rico em proteínas e cálcio, sendo essencial para a saúde óssea. Os estudos mostram que os laticínios tem mais malefícios do que efeitos positivos para esse fim, uma vez que a absorção do cálcio do leite é muito pequena. Sendo preferível ingerir fontes de vegetais verdes escuros (brócolis, couve, couve-de-bruxelas) para promover a saúde óssea.
Para quem insiste em permanecer consumindo os lacticínios, é importante saber que esses que vocês compram no supermercado estão muito longe de serem saudáveis. As vacas recebem diariamente hormônios de crescimento e de simulação de gravidez para aumentar a produção de leite, bem como antibióticos para diminuir infecções provocadas pelos mais variados mecanismos e químicos a que estão expostas. Isso contamina o seu leite, causando impacto direto na saúde dos consumidores.
Sem contar que a lactose, assim como outras proteínas presentes no leite, impede seu emagrecimento e interfere na retenção de líquidos.
E para quem gosta de um leitinho… o que fazer?! Substituir por leite vegetal: leite de amêndoas, coco, castanhas, aveia… 
 
E aí, gostaram?! 
Assine aqui para receber outras dicas e novidades da Nutriisa! 
♥ Dica da Nutri:  Dicas indispensáveis para ter um bumbum duro

Veja também

Comentários

Deixe uma resposta